Mappit Fique ligado

A experiência do consumidor e o impacto no mercado de trabalho

0

As startups estão em alta na economia e, também, no sonho de carreira dos jovens profissionais. Uma pesquisa realizada pela Mappit sobre conflitos geracionais comprovou que 82% dos profissionais da geração Z tem interesse em trabalhar em uma startup, e isso acontece muitas vezes pela valorização de um ambiente de trabalho mais descontraído com mobilidade, horário flexível e rápida ascensão profissional, por exemplo.

Para quem compartilha deste desejo, vale primeiro descobrir quais áreas estão em alta, e atualmente, os cargos que estão bombando nas startups têm sido aqueles voltados ao atendimento ao cliente, como customer experience e customer services. Vamos entender o motivo do estouro dessas áreas?

Mudança no consumo

A experiência do cliente tem sido fundamental, não só para aumentar a receita das empresas, mas também para engajar o público consumidor, transformando os clientes em embaixadores da marca. Isso porque nos últimos anos o consumidor ganhou mais acesso à informação, e consequentemente mais conhecimento dos seus direitos. Por isso, vem mudando a forma de consumo, levando cada vez mais em consideração um consumo consciente e o envolvimento com marcas atreladas ao seu propósito.

A influência das redes sociais

As redes sociais também têm grande parcela de participação na transformação dos consumidores. Basta observarmos nosso próprio comportamento quando adquirimos algum produto ou contratamos um serviço. Muitas vezes, antes mesmo de entrar em contato com a empresa, vasculhamos suas redes sociais, verificamos reclamações e comentários, e só então tomamos a decisão de compra, ouvindo a opinião de outros consumidores e “influenciadores”.

Você entende seu cliente?

Essa mudança alterou também a visão das empresas em relação aos públicos, e fez crescer a busca por profissionais que possam entender o comportamento do consumidor e gerar estratégias para atrai-los. No caso das startups, como já nasceram nessa época de transformações, muitas já consideram essas áreas como as mais importantes dentro da empresa.

Perfil do profissional

Para os recrutadores, o desafio é encontrar candidatos que tenham o perfil desejado para essas áreas nas startups. O perfil ideal é uma mescla de um profissional de engenharia ou exatas para analisar dados, com um profissional com background de comunicação e marketing, para pensar no relacionamento com o cliente e nas estratégias de engajamento utilizando os dados apontados.

Cultura da empresa atrai

É comum utilizar os dois perfis de forma complementar dentro das empresas. No entanto, atrair os profissionais iniciantes com formação em engenharia e carreiras de exatas para uma área que geralmente não foi cogitada por eles, como a de customer services, por exemplo, é mais complexo. Em geral, os engenheiros recém-formados estão direcionados para carreiras industriais ou até acadêmicas, no entanto, quando são apresentados a essas vagas, tendem a se motivar pela cultura das empresas e pelo propósito de cada uma delas. As oportunidades nessa área estão evoluindo e mostram que há espaço para crescimento. Perfis dinâmicos e um mindset digital ajudam a encontrar vagas nessas áreas. Fique atento!